sexta-feira, 16 de junho de 2017

TIPS&TRICKS por Delson Neto - DRAGON'S DOGMA PROGRESS & Checklist Mensal

 





Hey, galerinha! Tudo bem com vocês?
Como foram de feriado?



Meu feriado foi de leitura, escrita e descanso. Nesse meio tempo, encerrei o primeiro volume de Dragon's Dogma Progress – um dos lançamentos da Editora JBC neste ano e concedido para a TIPS&TRICKS em parceria!

Como bom amante de obras literárias e universos voltados para o gênero fantástico, já andava curioso pelo mangá quando o vi pelas banquinhas, porém, confesso que a capa não me atraiu de primeira. Ao abri-lo, me deparei com excelentes traços e estava ansioso por esse contato.

Então segura na minha mão e vem comigo explorar esse mundo de criaturas bizarras e dragões maléficos!









SINOPSE – Dragon's Dogma Progress #1

Em uma era longínqua, quando a lei era forjada no campo de batalha com sangue, suor e magia, um jovem guerreiro de coração puro e espírito inabalável irá se erguer para enfrentar a mais horrenda fera que vivera nessa época: um dragão que espalhava morte e destruição por onde passava.

Especificações Técnicas:

Autor: Hirotoshi Hirano
Formato: 12 x 18cm
Número de páginas: 160 págs.
Preço: R$ 12,90 (Bem barato!)
Classificação etária: 14 anos
ISBN: 978-85-69212-23-2 




 

Dragon's Dogma Progress é um mangá ilustrado e roteirizado por Hirotoshi Hirano, sendo baseado na franquia de videogames de grande sucesso da CAPCOM de mesmo nome. Há muitos fãs do jogos e a ansiedade pela história em terras brasileiras era grande. A JBC foi a primeira editora a trazê-lo para cá e fez um ótimo trabalho de tradução, além de uma edição simples – o que auxilia no valor, que está bem acessível se comparado a outros mangás – ainda que bem impressa. Particularmente, eu não conhecia os jogos, mas pelo que vi, o pessoal anda satisfeito com a linha seguida pela história em comparação à narrativa da franquia.


Com apresentações claras do sistema de RPG implantado nos jogos, o leitor que não está habituado – e até mesmo os que já conhecem o role playing game – é guiado através das classes, tais como magos, arqueiros, lutadores, entre outros. Antes da história em si começar há essa ambientação que pode incitar certa estranheza no início, mas vemos que ela é necessária para um melhor entendimento da metalinguagem utilizada ao longo das páginas.




Após este primeiro momento, o ponto de vista é encaminhado para alguns flashbacks do personagem principal: Carrol. O rapaz é um desperto, um humano comum que, ao ser bravo o suficiente pra enfrentar o temível dragão que enfrentava seu humilde vilarejo, teve seu coração arrancado e voltou à vida com uma maldição – a partir daquele instante, estava fadado a um destino infeliz de busca pela criatura que matou seus amigos e familiares. Ou ele extermina o dragão, ou morrerá até encontrá-lo.


Pautado na jornada do herói, a história torna-se previsível. Temos os elementos básicos da fantasia clássica europeia e personagens que neste primeiro volume não possuem grande profundidade psicológica. Creio que a ideia deste mangá e roteiro, de modo geral, não seja criar ligações empáticas com o “elenco”, na realidade, ele é um passatempo aos novos leitores e um presente aos fãs dos jogos e de RPG. Eu veria facilmente um anime adaptado dele, com certeza seria recheado de ação, uma vez que ela permeia todo o enredo, tendo falas rápidas e até um pouco óbvias para quem, como eu, já conhece bem esse mundo dos quadrinhos orientais. 
 





Algo que é de grande destaque neste mangá são os traços – esses detalhes nas transições entre cada um dos 5 capítulos, apresentando o visual dos personagens principais, são lindos! Conseguimos notar o trabalho primoroso para que as roupas nos fossem apresentadas em todos os seus detalhes. As criaturas também são muito bem desenhadas e assustadoras. Há uma página colorida ao final do mangá que nos deixa com um gostinho de “quero mais” por artes bem finalizadas como esta de Elize, uma dos peões(criaturas que servem ao desperto, com aparência humana, mas habilidades misteriosas).



Carrol, "O Desperto", em detalhe



Elize, uma "peão"



 


Para quem gosta de fantasia e quer variar a leitura, Dragon's Dogma Progress pode não ser o mangá ideal para introduzi-lo ao mundo dos quadrinhos nipônicos, porém, certamente é uma obra válida pra ter um entretenimento despretensioso com artes bonitas! :)

O segundo volume já está à venda e é o último da série. Você pode saber onde encontrá-lo para comprar aqui!



CHECKLIST JUNHO/2017


E como em toda segunda quinzena mensal – próximos volumes e lançamentos já estão povoando as bancas e lojas especializadas. JBC sempre trazendo um grande repertório de títulos! No gif a baixo vocês podem conferir os principais mangás aqui o chekcklist atualizado. Bora programar a vaquinha para comprar alguns este mês? <3






Espero que tenham gostado e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe-nos sua opinião sobre esta postagem.